Descubra o momento ideal para renovação da marca e seus benefícios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
renovação da marca

A renovação de uma marca, normalmente chamada de rebranding, é uma área que tem ganhado bastante atenção. Conforme o tempo vai passando, os gestores das marcas sentem a necessidade de modernizá-las para que fiquem de acordo com as novas tendências. Essa adaptação envolve uma nova filosofia, valores, imagem e outros elementos. Mas, em que consiste o rebranding? E como saber que está na hora de modernizar? Atualizar a sua marca pode ser um passo fundamental para a fidelização de clientes e a prospecção de novos.

Motivos para renovar a marca

A gestão de um negócio tem que se adaptar aos novos tempos. Esta necessidade de renovação surge por várias razões, sendo as principais:

1. Produto obsoleto

Alguns produtos tornam-se obsoletos, isto é, deixam de fazer sentido nos tempos correntes. Por exemplo, um sabão para lavar roupa à mão não tem a mesma procura que tinha há 30 anos atrás. Isto significa que o seu produto pode não estar bem posicionado no mercado e necessita de transformações.

2. Desadequação

O produto não está obsoleto mas a marca não tem uma imagem e um conceito com que os clientes se identifiquem. O target (ou público-alvo) mudou com o passar do tempo. Isso significa que a estratégia de comunicação da marca precisa se adaptar para atender os interesses dos novos clientes.

3. Inovação

A empresa detentora da marca deseja se tornar referência no setor em que atua. Normalmente, isso exige que a marca passe uma imagem de destaque e inovação. Renovar a identidade visual da marca é mostrar que ela está por dentro das tendências e atualizada no mercado, sendo uma excelente estratégia para garantir a competitividade.

4. Alturas de renovação da marca

Reposicionar uma marca nunca deve ser feito só “porque sim”. Existem fatores a que se deve estar atento. Para saber se existe ou não a necessidade de alterar, é preciso compreender o timing da mudança, assim como realizar um estudo de mercado que vai responder qual o posicionamento que a marca tem na mente do público.

Assim, será possível entender se a sua estratégia e visão da marca é correspondida. Se a informação que obtiver deste estudo indicar que existe um gap entre o seu investimento e estratégia e aquilo que os consumidores querem, é hora de mudar.

5. A restruturação da marca

Chegada a hora de mudar, há vários elementos que podem ser manipulados. Escolher os itens que serão alterados depende das necessidades apontadas pelo estudo de mercado. Vamos ver um exemplo: o estudo de mercado revelou que o consumidor acha que a sua marca de comida não é ecológica. Porém, faz parte da estratégia do seu negócio, associar valores verdes à sua marca.

renovação da marca

Uma das possibilidades existentes para mudar este posicionamento é adicionar tons de verde ao logótipo como forma de fazer referência à nova estratégia da marca. Além disso, existem outros elementos que podem ser renovados:

  • – Slogan;
  • – Logotipo;
  • – Nome;
  • – Patrocínios;
  • – Parceiros;
  • – Meios de comunicação usados.

Além destes, há vários outros elementos-chave que com uma mudança estratégica, podem ajudar a alcançar mais sucesso no mercado. Tudo depende da intenção da marca.

O rebranding é um investimento que não deve ser encarado como acessório. Na verdade, ele pode influenciar diretamente as suas vendas. Algo que se relaciona tão proximamente com o seu público, como uma marca faz, tem que merecer toda a atenção.

Está pensando em mudar a identidade visual da sua marca? Entre em contato com a gente! Podemos ajudá-lo!

Fale conosco agora!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay

falta um passo para

inovação