Por que investir em vitrinismo em tempos de crise no Brasil?

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pocket

A crise financeira que assola o país não é mais novidade para ninguém e o mercado vem se adaptando para superar a conjuntura ruim nas suas mais diversas áreas. Algumas empresas, diante das adversidades, conseguem encontrar brechas e soluções criativas, atraindo compradores e até aumentando suas margens de lucro.

Dentro desse contexto, o vitrinismo pode ser um conceito efetivo na captação de clientes. Pouco dispendioso e dinâmico, ele pode ser um diferencial na hora de vencer a concorrência e atrair seu público-alvo. Quer descobrir por que investir em vitrinismo em tempos de crise no Brasil? Então confira o artigo a seguir!

O conceito de vitrinismo

O vitrinismo está presente diariamente na vida da maioria das pessoas, mas pouca gente entende bem o seu conceito. Ele nada mais é do que uma vertente do marketing, que se vale de técnicas e conhecimentos específicos de propaganda para montar uma vitrine atraente e que possibilite obter os melhores resultados na exibição dos produtos. A intenção é transmitir uma ideia ou até mesmo sensações para os compradores, valorizando os itens expostos e aguçando os sentidos das pessoas que estão de passagem.

Alguns fatores precisam ser levados em conta, como o público que consome as mercadorias, o tipo de objeto que deve ser o centro das atenções — reforçado pelos elementos de decoração —, o tema a ser definido para acompanhar a ambientação e a existência de promoções ou datas festivas naquela ocasião.

O investimento em vitrinismo e como ele pode ajudar a superar a crise no Brasil

Independentemente da conjuntura econômica do país, sabemos que a decisão de compra se baseia, principalmente, nas emoções. Por essa razão, o vitrinismo pode ser muito importante em tempos de crise, pois ele impacta visualmente o público e valoriza os produtos da marca, gerando o desejo de consumo e criando uma conexão com os clientes.

Segundo especialistas, as vitrines — juntamente à comunicação visual eficaz do interior da loja — são o melhor investimento em termos de custo-benefício, que um empreendedor pode realizar. Elas valorizam a fachada, deixam o ponto de venda mais atraente esteticamente e passam uma boa imagem para o negócio, afinal, a vitrine é um excelente cartão de visitas!

Dicas de vitrinismo

Existem algumas dicas simples, mas muito efetivas para o bom vitrinismo em tempos de crise no Brasil. Primeiramente, é preciso compreender que o mostruário precisa contar uma boa história para quem vê. Especialmente, através das cores, da iluminação e de seus elementos gráficos. Cada item precisa de uma forma e função no local, lembrando que o acabamento impecável e a limpeza são fundamentais.

Outra dica importante é caprichar na seleção das mercadorias: é preciso expor o que existe de melhor, além de itens relacionados com o momento do mercado. Datas sazonais e comemorativas precisam ser bem exploradas, pois a procura por produtos temáticos é grande.

Por fim, alguns elementos simplesmente não podem faltar na sua vitrine, pois eles servem como uma espécie de “isca” e atraem consumidores não apenas para comprá-los, mas fazem também com que eles acabem conhecendo o resto da coleção. As principais ”iscas” em uma vitrine são: lançamentos, liquidações e promoções, além dos famosos combos!

E então, entendeu por que investir em vitrinismo em tempos de crise no Brasil? Se você tem mais alguma sugestão sobre o tema ou quer deixar sua opinião, faça um comentário aqui no blog!

Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay