6 dicas que vão ajudar na criação do seu logo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
criação de logo

Sem dúvidas, o logotipo é um dos elementos mais importantes de uma marca. Afinal, a formação de uma identidade visual começa com ele. O logo é o ponto de partida para todo o resto, por isso deve ser planejado e executado com maestria. Não existe uma fórmula pronta para se criar um logo eficiente, pois isso varia de profissional para profissional e de empresa para empresa. Mas algumas dicas podem ajudar na hora da concepção. Confira algumas!

6 dicas que vão ajudar na criação do seu logo

1. Pense no estilo

Mais do que apenas criar, deve-se pensar em toda a programação visual. Nesse caso, o designer precisa analisar todo o processo, sendo coerente com o conceito da marca. É bom se atentar à escala cromática a ser utilizada, aos elementos gráficos que irão compor a ideia, etc. Alguns profissionais definem todo estilo se baseando em 4 elementos básicos:

  1. Estilo de Fontes
  2. Escolha das Cores
  3. Tamanho mínimo
  4. Área de segurança

2. Escolha bem as cores

Já observou como algumas cores parecem ter sido criadas para algumas marcas? Tente lembrar um logotipo de alguma empresa famosa que seja marcante e reflita em como a cor predominante dessa marca a representa bem. O conselho, então, é definir uma cor que combine com a intenção da identidade visual da empresa.

3. Escolha bem as fontes

Além das cores, as fontes também precisam ser adequadas. Não existe um método específico e isso vai de acordo com a visão e sensibilidade do designer, mas é bom evitar o uso de mais de um estilo de fonte para a logo não ficar muito confuso e com aparência de ter sido feito por uma criança no Paint. Algumas fontes já são consideradas pejorativas por conta de seu mau uso e evitá-las é um bom caminho.

4. Tenha originalidade

Esta é uma regra básica, mas vale a pena ressaltar. Jamais copie outro logo. Entenda que buscar inspiração é uma coisa, copiar é outra totalmente diferente. Ao plagiar o trabalho de outro profissional, além de queimar seu próprio filme, você poderá ainda ser processado. Se inspirar em alguém ou em outra coisa não é proibido, desde que se tenha o cuidado de ser original e criativo na hora de elaborar o design.

5. Faça bom uso da simplicidade

Como diz a frase, “simplicidade é sofisticação”. Deve-se resistir à tentação de fazer muitas firulas. Sabemos que isso também envolve o gosto pessoal do profissional e do dono da marca. Mas quanto mais simples e harmônica for seu logo, mais poderá ser bem aceito pelo público. Muitas marcas famosas provam isso. Às vezes, uma simples insígnia e uma fonte compreensível podem dar origem a um logotipo forte e fácil de assimilar.

6. Faça um laboratório

O profissional responsável pela criação precisa conhecer bem a empresa. Para isso, é bom que ele faça um laboratório obtendo informações úteis que ajudem na concepção do design. Observar como é a identidade visual dos principais concorrentes e como são os logos do segmento representado ajuda bastante. Nesse sentido, é ideal tentar captar a essência da marca, indo de encontro ao que ela deseja representar para seus consumidores.

Faça bom uso dessas das nossas dicas, crie um logotipo extraordinário e compartilhe com a gente nos comentários!

Criação e Design

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay