Placas luminosas: saiba como utilizá-las na fachada da sua empresa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
placas luminosas

As placas luminosas são essenciais para chamar a atenção das pessoas que passam por uma loja, funcionando como ótimos chamarizes para clientes em potencial. Para atingir esse objetivo, as placas devem estar bem perceptíveis, sinalizar corretamente onde está seu estabelecimento e orientar as pessoas para dentro do local.

A fachada do seu negócio pode receber um “upgrade” com uma placa luminosa — basta saber como utilizá-la. Mas como escolher entre a variedade de opções e materiais para produzir esse item?

No artigo de hoje, apresentaremos a você mais detalhes sobre as placas luminosas e mostraremos como utilizá-las na na fachada da sua empresa. Confira!

Como as placas luminosas podem ser utilizadas?

Para aproveitar ao máximo essa solução, é preciso conhecer os materiais disponíveis para fabricá-la. Dessa forma, você poderá fazer a escolha certa para a fachada de seu estabelecimento.

Placas em ACM

Uma espécie bastante versátil e utilizada hoje em dia são as placas em ACM. Pensando nos ambientes externos, o material é resistente à chuva, sol e ao vento, mantendo a boa aparência da sua placa.

Placas em ACM com acrílico

O material pode ser combinado ao acrílico e receber a iluminação internamente. Vale dizer que a marca da loja e as demais informações serão vazadas para que sejam destacadas pela luz.

O mais indicado é que a luz seja de LED. Ainda que inicialmente saia mais caro, o seu consumo é menor em relação às lâmpadas fluorescentes e apresentam mais vida útil.

Também é conveniente pensar em um projeto que facilite a manutenção e o acesso à lâmpada, quando necessária a troca.

Placas em PVC expandido

Além do ACM e do acrílico, o PVC Expandido pode ser uma boa opção, sendo considerado o mais versátil dos plásticos.

Ele exibe excelente acabamento de impressão e pouca absorção de água, o que faz com que também seja indicado para sinalizações externas. Trata-se de um material fácil de manusear e de cortar, sem falar que é leve.

Placas em aço inox ou galvanizado

As opções em aço são indicadas para as letras, especificamente as letras caixa.

O aço galvanizado é resistente aos fatores externos, podendo receber pintura. Sua durabilidade é para toda a vida, com quase nenhum desgaste. O aço inox proporciona grande resistência à corrosão e oferece ótimo custo-benefício.

Quais leis regulamentam as fachadas?

Com a intenção de combater a alta poluição visual, foram criadas leis que limitam a colocação de placas e letreiros luminosos.

Legislação municipal

Antes de pensar na sua fachada, é preciso atentar-se à legislação municipal. As regras de sinalização podem variar de acordo com a cidade.

Em São Paulo, por exemplo, existe a Lei da Cidade Limpa — Lei nº 14.233/2006 —, que impõe condições para anúncios nas fachadas de imóveis, como uma regra para todo tipo de estabelecimento público ou privado.

Código Eleitoral e IPTU

O Código Eleitoral, de acordo com o art. 243, inc. VIII, diz que “não será tolerada propaganda que prejudique a higiene e a estética urbana ou contravenha a posturas municipais ou a outra qualquer restrição de direito”.

Estas e outras leis podem influenciar no tamanho e modelo da fachada do seu negócio. Existe um tamanho máximo estabelecido, que é definido de acordo com a dimensão da testada do imóvel. Este tamanho vem descrito no carnê do IPTU.

Se seu imóvel for pequeno, sua testada deve ser menor que 10 metros, então a área do seu anúncio na fachada não pode exceder 1,5 m2. Já para imóveis médios, o tamanho máximo para placas é de 4 m2.

Para estabelecimentos grandes, com testada igual ou maior que 100 metros, já é possível receber duas placas na fachada, e a área total de cada uma não deverá ultrapassar os 10 m2.

Atente-se às leis da sua cidade e comece a estudar o seu projeto de placas luminosas. Mesmo com as limitações observadas, é possível melhorar a visibilidade do seu negócio.

Lembre-se de que o primeiro contato do cliente com sua loja acontece por meio de uma bela fachada, e a primeira impressão precisa ser positiva.

Gostou deste artigo? Tem alguma dúvida sobre o tema? Conte pra gente aqui nos comentários e participe!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay

falta um passo para

inovação