Público-alvo – como o letreiro contribui para alcançá-lo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on pocket

Letreiros representam uma parte da estratégia de comunicação de toda empresa, trabalhando em conjunto com as ações de longo prazo. É extremamente importante que o público-alvo seja considerado antes de sua criação, pois de nada adianta uma arte maravilhosa, mas que não tenha relação direta com a relação de consumo desejada.

Atingir diretamente o público-alvo


Esse é o objetivo da comunicação visual: fazer com que os observadores se sintam influenciados para adquirirem um produto ou serviço oferecido por uma empresa. Nesse sentido, um desenho é fundamental para complementar as informações escritas, mas ele deve estar alinhado aos produtos ou serviços oferecidos pela empresa. Caso contrário, não será eficaz a sua divulgação e os investimentos irão por água abaixo.

Os elementos do letreiro

O letreiro possui vários elementos, os quais devem ser entendidos, além de suas funcionalidades na busca incessante do público-alvo. Um dos seus componentes é o texto. Ele deve ser relacionado com o que é oferecido para o público. Por exemplo, uma clínica médica tende a ter um letreiro mais sóbrio se for comparada a uma loja de roupas para jovens.

É claro que os públicos-alvo de cada letreiro são diferentes, mas deve-se pensar em que tipo de letra deverá ser usado em cada caso. Talvez mais de uma cor deva ser adotada para uma loja de roupas e apenas uma cor, de preferência algo que contraste com o branco, deve ser usada para o caso de uma clínica médica.

Os desenhos, quando utilizados, devem possuir ligação direta com o público-alvo, algo que o faça ser induzido a buscar pelos produtos ou serviços ofertados. Pensando na clínica médica, deve ser algo ligado à força e à saúde, para combater a potencial fraqueza quando se busca um serviço médico.

Já no caso de uma loja de roupas para jovens, deverão ser desenhos mais descolados, com apelo para certa sensualidade, algo muito peculiar e latente para essa faixa-etária. Para isso, as cores são muito importantes. No caso dos jovens, cores quentes e fortes devem ser usadas. Para a clínica, naturalmente, as cores devem ser mais suaves, conforme apresentado anteriormente.

Letreiros não são apenas letreiros

Os letreiros devem ser sucintos e despojados, além de ter relação direta com o público-alvo. Para isso, obviamente, deve-se conhecer para quem serão feitos, além de todas as possíveis interpretações que podem ser dadas para eles.

Deve-se buscar uma identidade visual com o cliente e, por meio de pesquisas, tentar identificar se há alguma possibilidade de dupla interpretação. Muitas vezes, uma interpretação equivocada pode até ser benéfica para o negócio, mas normalmente, elas mais prejudicam do que ajudam na legitimidade de um negócio. Deve-se tomar cuidado com estas situações.

Preocupação constante com a identidade visual do seu negócio

Não importa o tamanho ou o local de divulgação. O mais importante é que a identidade visual seja estabelecida com o negócio, tendo os valores, sempre que possível, apresentados de forma sucinta. O neuromarketing pode auxiliar neste processo e muita pesquisa deve ser feita para garantir a máxima efetividade junto ao público-alvo na divulgação via letreiro.

Sua empresa segue estas premissas para a confecção e divulgação de letreiros? Deixe um comentário para nós!

faça seu letreiro com foco no público-alvo

Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay