Comunicação Visual Eficaz: 6 dicas pra você se guiar

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
comunicação visual eficaz

Todos sabemos que uma identidade visual mal aplicada, um logo mal feito ou um letreiro difícil de compreender pode impactar diretamente na decisão do cliente (quase sempre negativamente). Pensando nisso, nossa equipe separou algumas dicas para criar uma comunicação visual eficaz para seu negócio. Ficou interessado? Então continue a leitura!

1 – Não exagere nas cores

Independente da complexidade de seu negócio ou do logo dele, os designers sempre recomendam: nunca use mais que cinco cores em seu layout. Isso se dá por um motivo simples, a poluição visual. Lembre-se de que as cores também têm significado e, por isso, elas não devem brigar com a informação que seu site, letreiro ou peça gráfica se propõe a passar. As cores estão ali para auxiliar e não para chamar mais atenção que a própria informação.

2 – Sua tipografia detém significado

Existem diversos tipos de fontes e isso você já percebeu na elaboração da identidade visual de sua empresa, não é mesmo? Caso ainda não tenha feito isso, vale a pena conferir nosso artigo sobre a relação entre tipografia e marca. Mas a dica é basicamente a seguinte: sua tipografia deve ser sempre legível e estar de acordo com o espírito de sua empresa. Ou seja, em cada peça de comunicação visual você deve escolher a fonte do texto levando em conta sempre as características de seu negócio. Por exemplo, se ele é mais formal, opte por uma tipografia mais sóbria. Se você trabalha em um ramo mais criativo, já é permitido pensar em uma tipografia mais fora do convencional.

3 – Espaços vazios também significam

Esta dica é fundamental, pois saber trabalhar com os espaços vazios é difícil e requer muito bom gosto. A sugestão seria nunca preencher todo o espaço de um letreiro ou de uma peça gráfica, pois a existência de espaços vazios é importante para torná-las ainda mais coerente e compreensível. Lembre-se de que esses espaços também detém significado e, se você souber utilizá-los, com certeza passará uma imagem melhor para seus clientes.

4 – Iconografia fácil e direta

Mais referente à identidade visual, aqui a sugestão se refere aos ícones utilizados por sua empresa. Um logo, um brasão ou um ícone deve sempre ser muito simples, de modo a facilitar a compreensão de quem os observa. Lembre-se que eles devem ter entendimento universal justamente por serem feitos para colaboração do entendimento da marca ou de uma mensagem. Caso eles estejam chamando mais atenção do que a informação ou estejam distraindo o olhar de quem os vê, devem ser alterados.

5 – Atente para as proporções

Em uma peça de comunicação visual, uma das características mais importantes é a proporção dos elementos. Por elementos, entendemos deste tipografia até ícones e formas. Certifique-se que eles estejam no tamanho correto e proporcionais em relação aos demais. Isso deve ser feito de modo a facilitar a visualização de sua peça pelo público e evitar resultados esteticamente estranhos.

6 – Menos é mais

A palavra aqui é “simplicidade” e a regra é evitar o design desnecessário. Imagens em 3D, ilustrações cheias de ornamentos e elementos extras que não agregam significado devem ser excluídos de uma peça de comunicação visual. O problema é novamente a questão da poluição. Colocando muitos elementos em uma peça gráfica, por exemplo, você distrai o público e faz com que ele não se atente para a informação que você quer passar. Ou seja, você cai na armadilha da comunicação não-efetiva.

O que achou de nossas dicas? Tem outras sugestões para uma comunicação visual mais eficaz? Compartilhe-as com a gente nos comentários!

Conte conosco caso precise de mais informações!

comunicação visual eficaz

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pocket
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Ricardo Gonçalves

Ricardo Gonçalves

Leave a Replay

falta um passo para

inovação